Menu

HTLV 2 > Transmissão


Presume-se que o HTLV-II seja transmitido de froma semelhante à o HTLV-I, porém, sabe-se muito menos sobre os modos específicos e a eficiência da transmissão do HTLV-II. Um estudo de 20 crianças, não amamentadas, nascidas de mulheres infectadas pelo HTLV-II, na Cidade de Nova Iorque, EUA, não evidenciou transmissão aos recém-nascidos (59). O provírus de HTLV-II foi descoberto em leite materno de mães HTLV-II-infectadas (60), mas nenhum dado está disponível relativo à transmissão para crianças amamentadas. Entretanto, estudo mais recente, entre índios Kaiapós no Norte do Brasil, indicou uma taxa de transmissão vertical de 45%, em crianças nascidas de mães soropositivas para HTLV-II (P. Novoa). HTLV-II pode ser transmitido sexualmente (61); o fator de risco mais comumente informado, entre doadoras de sangue norte-americanas infectadas pelo HTLV-II, é o contato sexual com usuário de droga injetável (6,58). HTLV-II pode ser transmitido pôr transfusão de produtos celulares (sangue total, células vermelhas e plaquetas) (31,32). A probabilidade de transmissão com hemácias parece diminuir com maior duração de armazenamento do produto (31). A alta prevalência de HTLV-II entre os usuários de drogas injetáveis é devida ao compartilhamento de agulhas, ou outras parafernálias para injeção, contendo sangue contaminado (62).